Andrew Garfield

Andrew Russell Garfield é um ator anglo-americano. Nascido em Los Angeles, mudou-se a Epsom, no Reino Unido, quando tinha três anos. Após ter concluído o curso de teatro na Royal Central School of Speech and Drama em 2004, iniciou sua carreira em produções teatrais e televisivas, como na peça Kes, pela qual ganhou o Prêmio Manchester Evening News Theatre de Melhor Revelação, e no seriado Sugar Rush (2005). Realizou sua participação no cinema com filme Lions for Lambs (2007) e, ainda naquele ano, seu desempenho em Boy A rendeu-lhe o prêmio BAFTA de Melhor Ator em Televisão. Ele logrou atenção do publico e da crítica em 2010 pelos papéis coadjuvantes nos filmes The Social Network, no qual interpretou o brasileiro Eduardo Saverin e pelo qual recebeu indicações aos prêmios BAFTA, Globo de Ouro, Satellite e Screen Actors Guild, e em Never Let Me Go, que lhe rendeu nomeações aos prêmios British Independent Film, London Film Critics' Circle, dentre outros, e vitórias no Hollywood Film Festival e no Prêmio Saturno.
Garfield alcançou reconhecimento internacional em 2012 por ter interpretado Peter Parker no filme The Amazing Spider-Man, além de sua sequência, lançada em 2014. Após um intervalo em sua carreira, cuja duração foi de um ano, o ator estrelou, em 2016, dois filmes do gênero drama histórico aclamados pela crítica: Hacksaw Ridge e Silence. Por sua atuação como Desmond T. Doss, no primeiro, recebeu indicações aos prêmios Oscar, BAFTA, Critics Choice, Globo de Ouro e Screen Actors Guild de Melhor Ator e ganhou os AACTA, Critics Choice de Melhor Ator em Filme de Ação e Satellite de Melhor Ator em Cinema. Seus trabalhos seguintes foram em Breathe (2017) e Under the Silver Lake (2018).
No que concerne ao teatro, Garfield interpretou Biff em um revival da peça Death of a Salesman, de Arthur Miller, apresentado na Broadway, o qual lhe rendeu uma indicação ao Prêmio Tony de Melhor Performance de um Ator em um Papel de Destaque. Em 2017, estrelou como Prior Walter em uma produção de Angels in America no Royal National Theatre em Londres. No ano seguinte, ao ter reprisado esse papel na Broadway, sua interpretação recebeu aclamação por parte dos críticos especializados, o que fez com que ele fosse nomeado ao Prêmio Laurence Olivier de Melhor Ator e vencesse os prêmios Drama Desk e Tony na categoria de Melhor Ator em uma Peça.
Garfield apoia diversas instituições e causas, como a prevenção e cura de AIDS e câncer, proteção à criança, aos direitos humanos, e atua ativamente em prol dos direitos LGBTQ. Como uma figura pública, é citado como uma das pessoas mais influentes e poderosas na indústria de entretenimento americana, tendo aparecido em várias publicações como tal. Ele é uma das pessoas de maior bilheteria de todos os tempos na América do Norte, tendo seus filmes angariado mais de dois bilhões de dólares ao redor do mundo.